Bebê e Criança

6 benefícios do bebê crescer com um cachorro

Seu bebê convive com um cãozinho ou você está em dúvida se deve adotar um?

Confira estes 6 benefícios da convivência entre eles:

1- Diminui os níveis de estresse:

Um estudo abordado na Pais & Filhos provou que as crianças que estavam junto aos seus cães demonstraram sentimentos menos estressantes: as crianças que tinham um grande engajamento com seus cachorros apresentaram menores níveis de cortisol.

2- Melhora a imunidade:

A criança melhora sua imunidade, porque tem contato com os pelos do animal.

3- Aprende a andar mais rápido:

O bebê aprende a andar mais rápido, segundo pesquisas americanas. O convívio com o cão também ajuda na parte de desenvoltura e equilíbrio, pois a criança costuma acompanhar o cão quando ele passeia pela casa.

4- Além disso, aprendem a falar mais rápido:

Estatísticas mostram que as crianças que têm cachorros aprendem a falar mais rápido do que as que não têm um cãozinho, segundo o adestrador Cleber Santos para a revista Pais & Filhos. Muitas vezes o nome do animal é a primeira palavra que o bebê aprende a falar.

5- Ensina afetividade:

A criança, quando tem um cachorro, aprende de perto o sentido do companheirismo, cumplicidade e fidelidade, características típicas do animal.

Publicidade
Continua após a publicidade..

6- Por fim, sentem menos ansiedade e solidão:

Uma pesquisa da Universidade de Oklahoma e publicado no site CDC, nos Estados Unidos, comprovou que as crianças que convivem com cães apresentam menores chances de desenvolver ansiedade infantil.

Os pesquisadores acompanharam 643 crianças de 4 a 10 anos por 18 meses, e perceberam que as crianças que tem o convívio com os animais desenvolvem companheirismo, paciência e responsabilidade.

E isso faz com que elas aproveitem mais o momento e se sintam menos solitárias.

Fontes de consulta: Revista Pais & Filhos e Revista Crescer.

Mariana Bastos Gomes Nolasco

37 anos, casada, residente de Itaperuna.

Possui Graduação em:
Estética (2008),
Nutrição (2013),
Atualmente cursando Medicina (término em 2024).

Pós-Graduação em:
Docência do Ensino Superior;
Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia;
Neurociêntista.

Membro da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI).

Formação complementar: Doula, Consultora de Sono Infantil, Educadora Parental Infantil, Consultora em Aleitamento Materno, Laser terapeuta, Costureira Industrial do Vestúario, Modelagem Feminina e Maquiagem Profissional.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *