6 práticas que os pais devem evitar com seus filhos

Algumas práticas podem ser tóxicas para os pequenos, e os pais devem evitar.

Com todo acesso às informações de qualidade hoje em dia, nós sabemos que a antiga máxima “fizeram comigo e eu estou bem” não funciona bem assim.

Na verdade, mesmo que sem intenção, os pais podem causar sérios danos à saúde mental dos filhos no futuro ao reproduzir comportamentos prejudiciais.

Por isso, não devemos subestimar tais comportamentos, mas sim reconhecê-los.

Pais tóxicos x Pais positivos

Pais tóxicos geralmente estabelecem expectativas altas e expressam decepção quando essas expectativas não são atendidas.

Já os pais positivos sempre apoiam as decisões e se orgulham das tentativas de seus filhos.

É importante que os pais se concentrem em construir um relacionamento saudável, sendo solidários e não os criticando por vacilar, em vez disso, orientá-los a se tornarem melhores.

Comportamentos tóxicos para evitar:

1- Usar sarcasmo com crianças:

As crianças podem não ter a capacidade de interpretar comentários sarcásticos dos pais, fazendo com que se sintam magoadas, confusas e envergonhadas.

Os pais devem lembrar que o exemplo deles é a coisa mais importante para seus filhos.

Se você tem um estilo sarcástico ao se comunicar com outras pessoas e também com seus filhos, é provável que os seus filhos comecem a se comportar com você com falta de respeito.

Nunca é demais dizer o que você pensa.

Então, é melhor dizer por exemplo: “Que menina linda!” ao ver sua filha arrumada, em vez de “Cadê aquela menina feia que estava aqui?”.

2- Criticar o tempo todo:

Não critique seus filhos pelos erros que eles cometeram. Em vez disso, você pode sempre guiá-los gentilmente para fazerem melhor. Desse jeito, você não afeta a sua autoestima.

3- Forçar maturidade:

Não force responsabilidades que a criança não é capaz de lidar.

Crescimento leva tempo, por isso dê esse tempo a eles.

4- Fazer comparações:

Nunca compare crianças. Isso não só afeta a sua confiança, como também incentiva nelas o sentimento de inveja.

5- Expô-las em público:

Evite dar broncas na frente das pessoas. Na realidade, isso só irá fazer com que se sintam desconfortáveis, além de poder abalar sua autoestima de forma geral.

Em vez disso, avise-a que conversarão mais tarde, ou chame-a para conversar honestamente em particular.

6- Recusar-se a ouvi-los:

Nunca diga para não falarem. Assim como você pode expressar sua opinião como pai e mãe, você também deve ter a paciência para ouvir seu filho.

Evitar essas 6 práticas tem a ver com um valor muito importante: o respeito pelo outro. Dessa forma você, além de estar criando filhos mentalmente saudáveis, estará ensinando grandes lições.

Você também pode gostar...