7 motivos pouco falados para exercitar-se na gravidez

Exercitar-se durante a gravidez é importante para controlar o peso, a pressão arterial e prevenir diabetes gestacional. Mas vai muito além disso, você sabia?

Confira abaixo motivos incríveis para te dar aquele ânimo para se mexer na gravidez.

Foto: Freepik

1- Alívio dos incômodos típicos da gravidez:

Exercitar-se na gravidez diminui o inchaço, enjoos, dores nas costas e nas articulações.

2- Favorece o desenvolvimento do bebê:

Os exercícios aeróbicos aumentam a circulação de sangue na placenta. Isso melhora a oxigenação do bebê no útero, favorecendo seu desenvolvimento cerebral.

3- Respeitar o seu ritmo:

O ideal é que a gestante exercite-se no mínimo 30 minutos, de 3 a 5 vezes por semana.

Mas evite ficar muito tempo de barriga para cima, alimente-se antes e respeite os seus limites.

Conheça o seu corpo e diante de qualquer incômodo, não force. É melhor pouco do que nada.

4- Saiba quando começar:

Mulheres que já tinham o costume de se exercitar costumam ser liberadas antes.

Mas, em casos de gravidez de risco, risco de aborto ou de parto prematuro são alguns impedimentos para atividades físicas.

Por isso, é preciso a liberação do seu médico obstetra.

5- Ajuda a recuperar o corpo no pós-parto:

No Brasil, os médicos aconselham a ganhar de 11 a 15 quilos nos nove meses.

Este controle do peso é o jeito mais importante para recuperar a barriga após o parto.

Os exercícios físicos ajudam a controlar o peso e a estética do abdômen.

6- Escolha a atividade ideal para você:

Mulheres sedentárias devem escolher atividades mais tranquilas: caminhada, natação, a hidroginástica e o pilates.

A yoga também é uma ótima opção já que pode ser feita desde o começo da gravidez.

7- Além disso, ajuda no parto normal:

Exercitar-se na gravidez dá mais força e a flexibilidade para o corpo da mãe na hora do parto. Para conferir sugestões de exercícios nesse caso, clique aqui.

Você também pode gostar...