Coronavírus e Amamentação: Saiba quais são as orientações!

Coronavirus e amamentação

Diante deste momento complicado que estamos vivendo por conta da pandemia do novo Coronavírus, confira aqui todas as orientações das organizações de saúde feitas (17/03/2020) para as mães que amamentam ou irão amamentar.

Estas orientações foram baseadas em discussões técnicas realizadas por:

Profissionais do Ministério da Saúde do Brasil, da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP); do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), do Instituto de Medicina Integrada Professor Fernando Figueira (IMIP); do Instituto de Saúde de São Paulo (IS-SP); da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo) e da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar/International Baby Food Action Network (IBFAN).

Por isso, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano da Fiocruz informou que:

  • A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta manter a amamentação por não existir, até então, elementos que comprovem que o leite materno possa disseminar o novo coronavírus.
  • Os benefícios da amamentação superam quaisquer riscos potenciais de transmissão do vírus através do leite materno (Segundo o Centers for Disease Control and Prevention (CDC); o Royal College of Obstetricians and Gynaecologists (RCOG) de Londres; a SBP; o IMIP; o IS-SP; a Abenfo; e a IBFAN ).

Estou com sintomas de Covid-19 ou fui diagnosticada com a doença. E agora?

  • A amamentação pode ser mantida em caso de infecção pelo Covid-19, desde que a mãe deseje amamentar e esteja em condições clínicas adequadas para isso.
  • A mãe infectada deve ser orientada sobre como deve proceder, com o propósito de reduzir o risco de transmissão do vírus através de gotículas respiratórias durante o contato com a criança, incluindo a amamentação.

Coronavírus e amamentação: Quais são os cuidados que a mãe que está infectada precisa ter durante a amamentação? Veja os 7 passos:

1. Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos antes de tocar o bebê ou antes de retirar o leite materno (extração manual ou na bomba extratora);


2. Usar máscara facial (cobrindo completamente nariz e boca) durante as mamadas e evitar falar ou tossir durante a amamentação;


3. A máscara deve ser imediatamente trocada em caso de tosse ou espirro ou a cada nova mamada;


4. Em caso de opção pela extração do leite, devem ser observadas as orientações disponíveis no site da Fiocruz.


5. Seguir rigorosamente as recomendações para limpeza das bombas de extração de leite após cada uso;


6. Deve-se considerar a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém que esteja saudável para oferecer o leite materno em copinho, xícara ou colher ao bebê;


7. É necessário que a pessoa que vá oferecer ao bebê aprenda a fazer isso com a ajuda de um profissional de saúde.

As informações foram úteis? Espero que sim! Compartilhe para que outras mamães se informem também!

Clique aqui se você ainda está grávida e quer saber as orientações para as gravidinhas.

Você também pode gostar...