Gestante e Grávida

Gagueira na infância, o que você precisa saber

Ainda não se sabe ao certo a causa da gagueira na infância. Ela se define como um problema na fala. Uma criança que gagueja, entretanto, repete ou prolonga sons, sílabas ou palavras. Com isso, a gagueira atrapalha a comunicação e, quanto antes diagnosticar, melhor para tratamento, mas não há cura.

Tipos de cagueira

GAGUEIRA DE DESENVOLVIMENTO

Este é o tipo mais comum de gagueira na infância. Geralmente acontece quando a criança tem entre 2 e 5 anos de idade. Pode acontecer quando o desenvolvimento da fala e da linguagem de uma criança fica aquém do que ela precisa ou quer dizer.

GAGUEIRA NEUROGÊNICA

Este tipo pode ocorrer após um acidente vascular cerebral ou lesão cerebral (AVC). É motivado quando há problemas de sinal entre o cérebro e os nervos e músculos envolvidos na fala.

GAGUEIRA PSICOGÊNICA

A gagueira psicogênica não é comum. Ela pode acontecer após um trauma emocional. Ou pode acontecer junto com problemas de pensamento ou raciocínio.

Fatores de risco

É provável que uma criança gagueje se tiver:

  • Um histórico familiar de gagueira;
  • Gaguejou por 6 meses ou mais;
  • Outros distúrbios de fala ou linguagem;
  • Emoções fortes sobre gagueira.

Diagnóstico da gagueira na infância

O médico poderá identificar e encaminhar ao fonoaudiólogo. O fono, por sua vez, pode ensinar a criança a desacelerar e aprender a respirar enquanto fala.

Tratamento

O tratamento dependerá dos sintomas, da idade e do estado geral de saúde da criança. Também dependerá da gravidade da condição. Porém, é importante lembrar que mesmo não tendo cura, ela pode ser tratada precocemente.

Publicidade
Continua após a publicidade..

Ensinando a criança a lidar

Confira, a seguir, algumas dicas para ensinar a criança a lidar:

  • Tentar proporcionar um ambiente descontraído;
  • Reservar um tempo para dialogar com a criança;
  • Incentivar a criança a falar sobre assuntos divertidos e fáceis;
  • Fale abertamente sobre a gagueira;
  • Espere a criança dizer palavras ou frases sem dizê-las por ela;

É importante procurar o tratamento, pois, acima de tudo, a cagueira pode mexer com a autoestima da criança e ser motivo de bullying entre colegas. Antes de mais nada, informe com detalhes o médico pediatra. Em seguida, procure um fonoaudiólogo.

Mariana Bastos Gomes Nolasco

37 anos, casada, residente de Itaperuna.

Possui Graduação em:
Estética (2008),
Nutrição (2013),
Atualmente cursando Medicina (término em 2024).

Pós-Graduação em:
Docência do Ensino Superior;
Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia;
Neurociêntista.

Membro da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI).

Formação complementar: Doula, Consultora de Sono Infantil, Educadora Parental Infantil, Consultora em Aleitamento Materno, Laser terapeuta, Costureira Industrial do Vestúario, Modelagem Feminina e Maquiagem Profissional.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *