Parto e Pós-parto

Hora do Parto: como o pai participa?

Como o pai participa na hora do parto?

Confira, neste artigo, dicas para os papais quando a hora do parto chegar!

O pai é uma figura muito importante na hora do parto, principalmente para transmitir segurança para a mãe.

Ele também ajuda a não esquecer nada para que a mãe possa se concentrar apenas em parir.

Então, atenção às dicas:

1- Documentos:

Já deixe os documentos separados, como identidade e carteirinha do plano de saúde para não enfrentar nenhum inconveniente no hospital. Chegando lá, tenha em mãos a documentação e já vai dando início aos procedimentos administrativos.

2- Roupinha do bebê:

Leve a roupinha do bebê para o centro cirúrgico ou para o centro de parto. Depois disso, você pode acompanhar a mãe nos próximos passos e, se for do seu desejo, entrar com ela na sala de parto.

3- Dê suporte no nascimento do bebê:

Pode ser um suporte emocional ou uma ajuda mais prática atendendo o que a mãe precisar, independentemente da via de parto (cesárea ou normal).
O seu papel é muito importante. É um momento de estarem juntos e de transmitir segurança.

Publicidade
Continua após a publicidade..

4- Esteja por dentro dos detalhes:

Estar por dentro e saber de tudo sobre a gravidez te dá uma confiança maior, afinal tudo pode ser uma novidade para o pai também.

Isso ajudará demais a mãe a ficar mais tranquila e concentrada no momento, sem ser perturbada com perguntas.

Então é bom que o pai saiba responder o que estiver ao seu alcance, como eventuais informações médicas.

5- Zele pela tranquilidade da mãe:

Já no quarto após o parto, zele pelo descanso e recuperação da mãe.

Assegure de que visitas não estejam demandando muita atenção e energia dela. Durante a pandemia da COVID-19, as visitas são mais restritas, mas é sempre importante lembrar que você pode controlar a visitação.

Mariana Bastos Gomes Nolasco

37 anos, casada, residente de Itaperuna.

Possui Graduação em:
Estética (2008),
Nutrição (2013),
Atualmente cursando Medicina (término em 2024).

Pós-Graduação em:
Docência do Ensino Superior;
Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia;
Neurociêntista.

Membro da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI).

Formação complementar: Doula, Consultora de Sono Infantil, Educadora Parental Infantil, Consultora em Aleitamento Materno, Laser terapeuta, Costureira Industrial do Vestúario, Modelagem Feminina e Maquiagem Profissional.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *