5 Perguntas para você entender a síndrome mão-pé-boca

A síndrome mão-pé-boca é contagiosa e tem como alguns sintomas a febre e manchas pelo corpo
A síndrome mão-pé-boca é contagiosa e tem como alguns sintomas a febre e manchas pelo corpo

Manchas vermelhas na pele, febre e dor de garganta são alguns dos principais sintomas da síndrome mão-pé-boca. Embora adultos possam se contaminar, é mais comum crianças terem o diagnóstico da doença. Para entender melhor, elaboramos este artigo com 5 perguntas…

1- Afinal, o que é síndrome mão-pé-boca?

Ela é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie, da família do enterovírus, que habita no sistema digestivo. Por isso, o surgimento de aftas na boca. E como o próprio nome já explica, as lesões geralmente aparecem nas mãos, pés e boca.

2- Como ela é transmitida?

A síndrome mão-pé-boca é transmitido por vias orais: saliva, secreções nasais ou da garganta, de pessoa para pessoa. Ao espirrar é preciso tapar o nariz. No caso das fezes da criança, a mãe precisa ter cuidado ao limpá-la.

3- Tem cura?

Ainda não é possível curar a doença. Isso porque, não existe vacina para combater a “mão-pé-boca”. Ao perceber os sintomas, entretanto, o paciente deverá procurar o pediatra ou clínico-geral, que fará o tratamento sintomático com anti-inflamatórios e antitérmicos.

4- Como se prevenir?

É preciso evitar o consumo de alimentos preparados para alguém que esteja contaminado. Ao trocar as fezes da criança, é preciso usar luvas. Adultos contaminados não devem ir ao trabalho. Mas, acima de tudo, é preciso manter a higiene.

5- Recomendações, caso a criança pegue

Ao perceber, procure o pediatra imediatamente. Lá, ele dará as devidas orientações, mas é preciso que a criança não vá para a escola. O repouso e a limpeza do ambiente deve ser feito diariamente. Caso sua criança já tenha tido esta doença, comenta com a gente como foi lidar. Assim, iremos trocar experiências entre mães. Você pode comentar este post aqui ou em nossas redes sociais.

Você também pode gostar...