Mulher: Como brilhar a sua verdadeira identidade?

Leia este texto da Pra. Talitha!

“Hoje eu vou falar sobre: brilhe a sua verdadeira identidade! Porque a gente tá no “shine“, né? Mulher gosta de brilhar, não gosta? Gente, ser mulher dá uma trabalheira. Só ser mulher pra conseguir ser mulher, se é que você me entende. É por isso que Deus capacitou a gente de algumas habilidades especiais. Nós mulheres temos os dons, talentos e habilidades que com certeza nenhum homem, nunca na vida, vai conseguir ter. A gente já nasce no brilho, a gente já nasce “shining“= brilhando!

Minha filha Riany ♥

Eu vou te falar uma coisa, eu não sou médica, mas se eu fosse, eu iria perceber que o choro das meninas com certeza tem mais emoção quando nasce. A gente tem mais “glow“, a gente tem mais brilho. A criança, se for menina, já nasce com laço. Minhas filhas saíram da maternidade com laço de gaze, mas bota um laço na cabeça! Dá 2 dias, a gente faz o que? Bota um brinco nela, pra ela brilhar (aquele tamanho de gente…). Faz 3 meses, a gente já quer que use pulseira, naquele bracinho de nada. Mulher já nasce com jóia. Já percebeu isso? Milhas filhas todas, quando nasceram, minha mãe dava uma jóia pra elas. Eu disse “gente, mas pra que que vai usar esse colar?” Era uma pequena coroinha, mas tem que dar, porque é pra ficar guardado, pra dar pra filha, pra filha da filha…

A gente já nasce com brilho…

Mulher gosta de brilhar, e hoje eu quero falar exatamente sobre isso: brilharmos a nossa verdadeira identidade. Sabe, Jesus foi o maior empoderador das mulheres. Ele quebrou todos os nãos que disseram para as mulheres. O tempo todo, Jesus estava incentivando para que cada mulher tomasse o seu papel, o seu lugar na história. Você vai ver Jesus fazendo isso o tempo todo. Não era permitido à mulher ouvir a palavra, ela tinha que ficar no adro exterior do templo. Então, Jesus vai curar a mulher no adro interior do templo. Ele estava o tempo todo quebrando regras, paradigmas, porque ele queria que as mulheres ouvissem a palavra. Então ele ia para fora e pregava, porque ele queria que as mulheres ouvissem.

Quando Marta estava trabalhando muito, ele dizia assim: fique com o marido, eu quero que você aprenda, eu quero que você escute. Ele falou com aquela mulher do poço: “vá e fale, eu quero que você seja uma missionária”. Então, Jesus veio para conquistar este poder para a gente: este poder de brilhar. E muitas vezes, nós abrimos mão daquilo que Jesus conquistou para nós por medo, por vergonha, por achar que não é o nosso lugar, por causa de uma distorção na nossa identidade. Nós não vivemos o propósito que deveríamos viver para a nossa vida.

Então, eu quero falar sobre isso:

Ser mulher e brilhar
Imagem: Freepik

Sua verdadeira identidade e como brilhar. Mas eu vou falar pra você o vídeo que me inspirou a fazer essa mensagem. Todo mundo recebe vídeo pelo whatsapp, né? E na hora que eu recebi esse vídeo, Deus falou tanto comigo que eu sentei e escrevi a mensagem. Era uma menina, em um show de talentos, toda nervosa e monossilábica. Então a gente pensa que quando ela começar a cantar, ela vai danar a chorar: foi o que eu pensei. Mas ela vai e brilha.

Na bíblia, a primeira Timóteo 4:14 é um conselho de Paulo a Timóteo. Ele diz assim: não negligencie o dom que há em ti. Não negligencie o dom que foi dado a você por imposição de mãos. Paulo estava dizendo para Timóteo: não tenha medo. Você não pode fazer pouco caso com aquilo que eu te dei, com o seu dom. Com o seu talento. Você precisa brilhar! Você precisa colocar pra fora, com medo ou sem medo.

Eu fico imaginando essa menina. Não deve ser fácil, milhões e milhões de pessoas assistindo ela, não só presencialmente mas no mundo inteiro, e com certeza, ela foi morrendo de medo, com as pernas tremendo todinha, mas ela foi. Ela foi, ela venceu seu medo, e ela colocou pra fora o dom que Deus colocou dentro dela. E, na vida, todas nós precisamos fazer isso. Por mais que a gente tenha medo, por mais que temores e inseguranças tentem nos paralisar, a gente vai. Vai com medo, mas a gente vai. Vai porque uma hora, o dom que há em nós vai aflorar. Foi isso que Paulo estava dizendo: não tenha medo, se conheça, vá e brilhe.

E o que nós precisamos fazer?

E o que nós precisamos fazer para ser mulher e brilhar nossa verdadeira identidade?

A primeira coisa que você vai precisar fazer é acabar com uma mentalidade que destrói você: é a mentalidade do “eu não consigo”. Mulher é pHD em dizer “eu não consigo”. A gente já fez mestrado e doutorado, o tempo todo a gente tá dizendo “eu não consigo”. “Ai meu Deus, eu não consigo controlar o meu temperamento”. “Não consigo mais conviver com esse marido”. “Ai meu Deus, eu não vou conseguir criar meus filhos”. “Eu não consigo passar nessa prova, eu não consigo chegar nesse emprego”. Mas deixa eu te dizer: o “eu não consigo” é uma gaiola que aprisiona e impede você de alçar vôos.

É como se você fosse uma águia majestosa, linda, feita para voar, presa dentro de uma gaiola. Todas as vezes que você disse “eu não consigo”, você está presa para não viver o destino que Deus sonhou para você. Então, se você quer descobrir a sua verdadeira identidade e brilhar, você precisa acabar com o “eu não consigo”.

Porque nós estamos o tempo todo dizendo: eu não consigo, eu não posso, não é para mim. E eu não sei se você já percebeu, mas esta “lista” é totalmente centrada no “eu”! Isso significa que ela abre mão da ajuda de qualquer outra pessoa, e o que é pior, abre mão da ajuda do próprio Deus. Então todas as vezes que você diz “eu não consigo”, é como se você estivesse dizendo: Deus, eu acho que você não fez uma coisa tão boa. Deus, eu acho que você não colocou talento suficiente em mim. Hum, acho que você não fez uma coisa muito legal. Sabe?

Nós precisamos acabar com o “eu não consigo”…

Porque isso fere aquilo que Deus fez em nós. Deus nos fez com perfeição, e toda vez que você diz “eu não consigo”, você está fazendo isso contra Deus. Aí, talvez você vai pensar: “Meu Deus, eu estou fazendo isso contra Deus!”. Fica calma! Que você não é a primeira, nem a única. A Bíblia tá cheia de exemplos de homens e mulheres que fizeram a mesma coisa com Deus.

A Bíblia fala que Sara diz “ah, eu não posso ser mãe, eu sou muito velha!”. Moisés diz: “ah, eu não posso aparecer diante do faraó porque eu não sei falar!”. Gideon diz: “eu não posso liderar Israel, porque eu sou pequenininho, o menorzinho da minha família!”. Izaías disse o que? “eu não posso profetizar, eu sou um homem de lábios impuros”.
Isso não é de hoje. Há muito tempo, homens e mulheres estão dando desculpas para Deus e dizendo “eu não posso, eu não consigo, não é pra mim”. Deixa eu te dizer uma coisa: Deus não se importa se você não pode, ele pode por você. Você é filha dele.

Deus em nenhum momento queria que Sara ou qualquer outro personagem bíblico fosse na sua força, não era necessário. Sara era velha? Era, era verdade. Ela era muito velha. Moisés tinha capacidade de convencer o faraó sozinho? Não tinha. E Gideon, piorou! A Bíblia fala que Gideon estava escondido, no nordeste a gente já dizia: cabra frouxo! Não é? Aí, o Senhor chega em Gideon e diz: oh, varão valoroso, homem de coragem! Gente, só Jesus pra chamar Gideon de corajoso, porque sinceramente, só Jesus vê na gente aquilo que a gente não consegue ver.

Deixa eu te dizer uma coisa: não importa se você não consegue…

Se você tem Deus, você pode todas as coisas. Tudo o que Deus queria ensinar para cada homem e cada mulher dessa era: troca o “eu não consigo” por “eu posso todas as coisas naquele que me fortalece”. Se você quer brilhar, se você quer chegar no seu destino profissional, você precisa parar com essa história de eu não consigo, isso não foi feito pra mim. É como sentar numa cadeira de balanço, você balança, vai pra trás e vai pra frente, faz um esforço triste, mas não sai no lugar. E quando você fica chorando, você vai pra frente, vai pra trás, mas não sai do seu lugar.

Se nós temos a Deus, nós temos tudo. Aquilo que nós não somos, Deus é.”

(Por Pra. Talitha Pereira).

Este texto te inspirou? Compartilhe com as amigas. ♥

Você também pode gostar...