Gestante e Grávida

Pré-eclâmpsia na Gestação: Fique atenta!

Pré-eclâmpsia pode ser assintomática e é causa de morte materna e fetal.

pré-eclâmpsia gravidez

O que é?

Apesar de ser a mulher quem carrega por nove meses o bebê, metade dos genes dele foram herdados do pai. E para se adaptar a isso, o organismo da mulher possui uma série de mecanismos imunológicos para proteger mãe e filho.

A pré-eclâmpsia é quando o organismo da mulher não reage bem a esse processo da gravidez.
Ela costuma aparecer entre a 18ª e 20ª semana de gestação, principalmente no terceiro trimestre. É um assunto sério que pode evoluir para eclâmpsia, que é o quadro mais grave da doença.

A pré-eclampsia está associada ao aparecimento de hipertensão e a presença de proteína na urina, mas ela pode ser assintomática, ou também estar associada a: edema (inchaço), principalmente nos membros inferiores e aumento exagerado do peso corpóreo.

pés inchados na gestação

Fique atenta!

Você pode estar em um dia muito bem disposta, e ao mesmo tempo, descobrir de repente que está com a pressão alta na gestação.

Além disso, ela tem chances aumentadas de ocorrer em casos de:

  • Primeira gestação
  • Gravidez depois dos 35 anos e antes dos 18 anos
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Lúpus
  • Gestação de gêmeos
  • Hipertensão arterial sistêmica crônica.

Mas qual seria a sua origem?

Por que ela acontece em algumas mulheres? Essa pergunta continua sem resposta.

Publicidade
Continua após a publicidade..

Como foi a gravidez da sua mãe? Estudos familiares demonstram que de 25 a 31% de filhas de mulheres com pré-eclâmpsia desenvolvem a doença. Em filhas de mulheres sem o antecedente, esse valor varia de 5 a 10%.

Por isso, deve-se saber o histórico da gestante e ser feito um acompanhamento constante. A importância da previsão de quais mulheres desenvolverão pré-eclâmpsia é necessária para direcionar cuidados médicos especiais e medidas preventivas que poderiam prolongar a gestação evitando o risco do nascimento prematuro e diminuir os riscos para a mãe e para o feto.

Você sabia? Continue lendo artigos sobre gestante clicando aqui! Tem dúvidas sobre os tipos de parto? Para saber em detalhes sobre como é cada um, clique aqui.

Leia também: Diabetes gestacional? Saiba como prevenir.

Mariana Bastos Gomes Nolasco

37 anos, casada, residente de Itaperuna.

Possui Graduação em:
Estética (2008),
Nutrição (2013),
Atualmente cursando Medicina (término em 2024).

Pós-Graduação em:
Docência do Ensino Superior;
Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia;
Neurociêntista.

Membro da Associação Brasileira de Nutrição Materno Infantil (ABRANMI).

Formação complementar: Doula, Consultora de Sono Infantil, Educadora Parental Infantil, Consultora em Aleitamento Materno, Laser terapeuta, Costureira Industrial do Vestúario, Modelagem Feminina e Maquiagem Profissional.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *